Domingo, 25 de Dezembro de 2005

Quando tu não estás

Quando tu não estás, perco-me e desconcentro-me, à procura de mim
Quando tu não estás, há um espaço nunca preenchido
Quando tu não estás, há uma luz que nunca se acende
Quando tu não estás, a noite é um desassossego
Quando tu não estás, invento palavras para te dizer
Quando tu não estás, escrevo palavras sem significado
Quanto tu não estás, eu não existo...
... apenas espero por ti
publicado por mm.catarino às 20:37
link do post | favorito
|
De Hrus a 26 de Dezembro de 2005 às 23:53
Isso é liberdade em sentir o que teu coração dejesa.E como o amor é um sentimento tão intenso só descansa quando está por perto.
Boa noite...


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Amor é...

. Sei que estás aí

. Na cauda do vento

. DESEJOS

. TENHO SAUDADES

. QUERO FAZER AMOR CONTIGO

. Silêncios

. Ver pelos teus olhos

. TENHO SAUDADES

. "Dia dos Namorados"

.arquivos

. Setembro 2009

. Julho 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds